top of page

Encontros de Formação e emoção

A 3ª Reunião de Formação da Comissão Articuladora do Quipea aconteceu no dia 1º de abril de 2023, no município de Armação dos Búzios, Rio de Janeiro.

A formação teve início com uma exposição dialogada sobre impactos ambientais da cadeia do petróleo e suas consequências nas comunidades quilombolas.

O consultor pedagógico do projeto, Frederico Loureiro, relembrou com os representantes da Comissão as características desses impactos e os problemas que eles acarretam, como êxodo rural, especulação imobiliária e ausência de políticas públicas e garantia de acesso aos serviços públicos essenciais, como saúde, transporte e educação.


Frederico Loureiro fez a exposição dialogada na 3ª Reunião de Formação da Comissão Articuladora do Quipea
Grupo de trabalho da região Norte Fluminense integra equipe executora e representantes da Comissão Articuladora
Magno Castro, presidente da Associação de Moradores e Quilombolas de Boa Esperança e Cacimbinha

Após relacionarem a mitigação dos impactos através das atividades do Quipea, o colegiado trouxe relatos importantes sobre fortalecimento e participação coletiva.

Magno Castro, presidente da Associação de Moradores e Quilombolas de Boa Esperança e Cacimbinha (ES), falou sobre a necessidade das trocas de experiências entre as comunidades: "a gente tem que empoderar entre a gente mesmo, para pressionar politicamente os órgãos de governo. E é nessa troca aqui que a gente se fortalece."


A formação teve a presença de 69 pessoas, entre Comissão Articuladora, equipe executora, representante do IBAMA, representantes da Shell e do Plano de Avaliação e Revisão da Mitigação de Impactos Socioambientais (PARMIS).

No dia seguinte ocorreu a Visita Orientada na comunidade quilombola de Sobara, em Araruama, também na região do Lagos, RJ.

Rosiele Silva, presidente da Associação Quilombola de Sobara e integrante da Comissão Articuladora do Quipea
Rosiele Silva, presidente da Associação Quilombola de Sobara e integrante da Comissão Articuladora do Quipea

O domingo de visita começou com o deslocamento dos participantes até o quilombo de Sobara, para serem recebidos por um acolhedor café da manhã. A presidente da Associação Quilombola de Sobara, Rosiele Silva, apresentou os integrantes da comunidade, dentre eles Dona Rosália Vasconcelos, que falou sobre o histórico de luta pelo território e a importância dos mais jovens valorizarem o passado para poderem reinventar o futuro: "a gente não consegue as coisas vindas do céu, e a juventude precisa entender que já batalhamos muito, e os frutos dessa batalha são o que eles têm que valorizar hoje."


Boas-vindas na comunidade quilombola de Sobara
Boas-vindas na comunidade quilombola de Sobara

A Visita Orientada em Sobara teve suporte visual de um mapa informativo, e foi possível conhecer a casa de farinha e a sede da Associação Quilombola.

Sr. Cornélio José da Silva, pai de Rosiele, apresentou a história da casa de farinha e falou sobre sua preocupação em manter os costumes para as novas gerações.

Suely Ortega (Shell), Lucimara Muniz (educadora Quipea), Rosiele Silva (Comissão – Lagos) e Paulo Honorato (Comissão – Norte Fluminense) mostram a imagem do griô de Sobara
Detalhe de casa de farinha do quilombo de Sobara
Detalhe de casa de farinha do quilombo de Sobara

A visita foi encerrada com a apresentação do grupo de percussão Batuque Reciclado e com almoço quilombola.






Comments


shell@300x-8.png

OPERADOR:

ÓRGÃO LICENCIADOR:

A realização do Quipea é uma medida mitigadora exigida pelo Licenciamento Ambiental Federal conduzido pelo IBAMA.

logo_quipea_final.png
bottom of page