top of page

“Balanço geral” do Quipea é apresentado na 35ª Reunião Ordinária da Comissão Articuladora

Nos dias 9 e 10 de dezembro de 2023 foi realizada a 35ª Reunião da Comissão Articuladora do Quipea, com a participação de 61 pessoas. Integrantes da Comissão, da equipe executora e a representante da Shell estiveram reunidos em Armação dos Búzios - RJ para uma devolutiva importante sobre a avalição de todas as fases do projeto.

No primeiro dia da reunião, uma palestra virtual do Professor José Quintas trouxe reflexões importantes sobre o histórico de luta das comunidades quilombolas no Brasil e a importância de enxergar os projetos de educação ambiental como políticas públicas fundamentais para a mitigação de impactos socioambientais e na conquista efetiva de direitos dentro dos territórios das comunidades tradicionais.

Frederico Loureiro, orientador pedagógico do Quipea, deu continuidade à apresentação, trazendo um panorama de conquistas e desafios das Fases 1 e 3. Entre as conquistas identificadas ao longo deste longo período, foram citadas: criação da Agenda Socioambiental, na Fase 1, que reuniu um conjunto de demandas e prioridades das comunidades quilombolas; criação da identidade visual (logomarca) do Quipea - que reforçou o valor de pertencimento das comunidades ao escopo das atividades, e também a criação da Comissão Articuladora, na Fase 2, cuja atuação junto às bases comunitárias começou a ficar mais evidente após um momento de repactuação entre todos os integrantes do projeto (Ibama, Shell, empresa de consultoria e comunitários), realizado na Fase 3. Os principais desafios apresentados por Loureiro, durante este longo período do projeto, estão relacionados à identificação da necessidade de maior relação entre mitigação dos impactos da indústria do petróleo e os territórios quilombolas e como esta relação é compreendida durante as atividades pedagógicas do Quipea. Também foi apresentada a evolução do projeto, que incluiu desde a formação da Comissão até o aumento da participação quilombola em conselhos municipais e outros espaços públicos.


Apresentação dos resultados da Avaliação do Quipea por Frederico Loureiro


Durante a reunião houve falas importantes feitas pelos membros da Comissão Articuladora e pela equipe executora do Quipea. Tatiana Almeida, representante de Cambucá (Campos dos Goytacazes – RJ), destacou a importância da avaliação como registro histórico do projeto. Rejane Oliveira, educadora socioambiental, trouxe exemplos de como, a partir de 2018, houve melhor associação, por parte das comunidades, entre os impactos socioambientais da indústria do petróleo e as atividades do projeto Quipea que contribuem para sua mitigação.


Após a exposição de Frederico Loureiro, as integrantes do Departamento Cultural, grupo composto para a organização e produção coletiva do 7º Evento Cultural do Quipea, apresentaram uma avaliação desta atividade, baseada em alguns dados, tais como: número de participantes, de trabalhadores, de oficinas realizadas, de alimentos consumidos, entre outros. Wagna Maria, representante de Maria Joaquina (Armação dos Búzios – RJ) parabenizou a organização do evento e a participação da comunidade no cuidado com a limpeza, ao não deixar nenhum tipo de resíduo no território, pois todos tiveram a destinação correta.


Brenda Andrade, representante de Botafogo (Cabo Frio – RJ), e Eduarda Neves, representante de Boa Esperança (Presidente Kennedy – ES)


Suely Ortega, Assessora Sênior de Performance Social da Shell Brasil


O segundo dia de reunião teve início com uma atividade de comunicação social, feita pela representante da Shell, Suely Ortega. Na ocasião, houve a divulgação do site Informa Petróleo (www.informapetroleo.com.br), que faz parte do Programa Macrorregional de Comunicação Social - PMCS, que agora está no ar com informações qualificadas e atualizadas sobre todos os empreendimentos de exploração e produção de óleo e gás nas Bacias de Santos, Campos e Espírito Santo, e seus respectivos projetos condicionantes.



Apresentação do Programa Macrorregional de Comunicação Social (PMCS), da Shell


A seguir, a presidente da Associação dos Remanescentes do Quilombo Maria Joaquina (Cabo Frio – RJ), Landina Maria, contribuiu para a rodada de perguntas incentivando os integrantes da Comissão Articuladora a participarem ativamente dos conselhos municipais de meio ambiente, cultura, educação, entre outros, para se manterem informados sobre as decisões coletivas acerca dos royalties e políticas públicas. Outros integrantes da Comissão, como Elizabeth Fernandes, atual coordenadora do grupo, citaram suas experiências como participantes de conselhos municipais. Elizabeth deu alguns exemplos de como a atuação em projetos de educação ambiental, como o Quipea, possibilitam uma atuação com mais qualidade dentro desses espaços de participação social.


Elizabeth Fernandes, coordenadora da Comissão Articuladora do Quipea


A reunião foi finalizada com a apresentação da Ciranda de Baía Formosa e uma grande roda de desejos para o ano de 2024. O próximo encontro da Comissão Articuladora está previsto para fevereiro.


Ciranda de Baía Formosa (Armação dos Búzios – RJ)


Comissão Articuladora, equipe executora do Quipea, professor Quintas (remotamente/no telão) e representante da Shell.


Comentarios


shell@300x-8.png

OPERADOR:

ÓRGÃO LICENCIADOR:

A realização do Quipea é uma medida mitigadora exigida pelo Licenciamento Ambiental Federal conduzido pelo IBAMA.

logo_quipea_final.png
bottom of page