Projeto Quipea faz história ao conduzir atividades da Cartografia Social de forma remota

Diante das restrições resultantes da pandemia de Covid-19, o projeto Quipea vem desenvolvendo uma série de adaptações possíveis para realizar as atividades previstas no Plano de Trabalho de modo virtual, e a Cartografia Social foi uma delas.

Desde abril, a equipe executora do projeto, a Shell e a equipe da cartografia, esta coordenada pelas professoras Eliane Cantarino e Deborah Bronz, da Universidade Federal Fluminense, vêm desenhando um novo modelo de Cartografia Social. Superando os limites e os desafios que a nova realidade nos traz, foi elaborada de forma pioneira uma metodologia para a realização das reuniões “Devolutivas da Cartografia Social” em meio virtual. Nesse novo formato, cumprindo com as orientações dos órgãos de saúde sobre os cuidados de prevenção ao novo coronavírus, a equipe executora, Shell e os técnicos da cartografia participam de forma remota. Para participação comunitária, propõe-se uma reunião presencial de um pequeno grupo, com até 10 participantes por comunidade, na Associação ou em um local comunitário, atendendo a todas as normas de saúde e segurança, distanciamento e uso de máscaras durante toda a atividade.


As primeiras comunidades a participarem dessa experiência foram os quilombos de Boa Esperança (Presidente Kennedy/ES) e Baía Formosa (Armação dos Búzios/ RJ). As reuniões aconteceram nos dias 15/09 e 19/09, respectivamente.



Reunião Devolutiva no quilombo Cacimbinha – 15/09



Reunião Devolutiva no quilombo Baia Formosa – 19/09


Na oportunidade, a equipe da Cartografia Social apresentou aos comunitários as versões prévias dos fascículos das suas comunidades quilombolas, material construído a partir de inúmeras entrevistas e visitas realizadas durante o campo de mapeamento e oficina. Também foram apresentados os mapas das comunidades, composto por ilustrações e localizações criadas a partir das oficinas da Cartografia Social e desenhadas pelos ilustradores quilombolas.

A revisão dos mapas foi sem dúvida o momento mais aguardado das devolutivas, em que os presentes puderam identificar os principais locais dos seus quilombos e seus significados históricos para toda uma geração.

Vale lembrar que estas reuniões foram o pontapé inicial das devolutivas, pois a partir deste momento, todos que participaram do processo da Cartografia Social terão a chance de ver, avaliar e validar o fascículo e o mapa de suas comunidades.

Nas próximas semanas acontecerão mais devolutivas da Cartografia Social do Quipea em outras comunidades quilombolas. Fique ligado para não perder a data agendada para sua comunidade e a oportunidade de participar desse importante momento de troca e construção.






Reunião Devolutiva no quilombo Boa Esperança


Destaques
shell@300x-8.png

OPERADOR:

ÓRGÃO LICENCIADOR:

A realização do Quipea é uma medida mitigadora exigida pelo Licenciamento Ambiental Federal conduzido pelo IBAMA.